Carvedilol → Bula, Para que Serve, Menor Preço e Onde Comprar

Carvedilol é um medicamento usado, em geral, para tratamento de pacientes que sofrem de pressão alta, insuficiência cardíaca congestiva (insuficiência do coração) e dor no peito de origem cardíaca.

O medicamento Carvedilol pertence a uma classe de medicamentos denominados betabloqueadores.

Carvedilol Funciona

Esse medicamento age no corpo promovendo a dilatação dos vasos sanguíneos, fazendo com que o sangue circule de forma normal, desobstruindo as veias, diminuindo a resistência dos vasos.

Bula do Carvedilol

Para que Serve?

O medicamento Carvedilol age no corpo bloqueando o sistema denominado renina-angiotensina-aldosterona. Com propriedades betabloqueadoras, alfabloqueadoras e antioxidantes, o medicamento é capaz de diminuir a pressão arterial. Em pessoas sadias, a concentração sérica máxima é alcançada em um hora, aproximadamente.

Como Funciona?

Nos pacientes que sofrem de hipertensão, o medicamento Carvedilol poderá ser usado sozinho ou com outros medicamentos anti-hipertensivos, especialmente diuréticos tiazídicos.

Quanto aos pacientes que sofrem com dores no peito, o medicamento Carvedilol demonstrou ser eficaz no controle das crises de dores no peito. Pacientes que sofrem com angina instável e isquemia silenciosa do miocárdio, ao serem expostas ao medicamento, mostraram que este lhes deu segurança, ajudando-os a evitar novos problemas.

carvedilol remédio para hipertensão

Já os pacientes que sofrem com insuficiência cardíaca congestiva fazem uso do medicamento Carvedilol para reduzir a morbidade, hospitalizações cardiovasculares e melhora do bem estar do paciente, e a mortalidade, evitando também o avanço da doença.

Pode ser usado junto com outros medicamentos. Porém, deve ser evitado seu uso junto com medicamentos que contenham digitálicos, hidralazina ou nitratos.

Como tomar?

O remédio Carvedilol deve ser sempre ingerido inteiro, sem ser repartido ou mastigado. De preferência, sempre ingerindo água junto.

O tratamento é demorado, longo e não pode ser interrompido. Dependendo da reação da pessoa, poderá ser reduzido, gradativamente.

⇒ Hipertensão

Para os pacientes que sofrem de pressão alta, a dosagem recomendada é de 12,5 mg, uma vez ao dia, nos dois primeiros dias. Após esse período, eleva-se a dosagem para 25 mg, também uma vez ao dia. Caso haja necessidade, a dosagem poderá aumentar até chegar 50 mg, em dose única ou dividida em duas vezes ao dia.

⇒ Dor Peitoral

As pessoas que sofrem com dores no peito, a dose inicial recomendada é de 12,5 mg, duas vezes ao dia, nos dois primeiros dias. Após esse período, eleva-se a dose para 25 mg, duas vezes ao dia. Caso haja necessidade, a dose do medicamento poderá ser aumentada, até alcançar o limite máximo de 100 mg por dia, divididos em duas vezes por dia.

⇒ Insuficiência do Coração

Já os pacientes que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva, a dose deve ser monitorada pelo médico, com cada um tendo a sua particularidade.

⇒ Recomendação de Uso

A dose inicial recomendada é de 3,125 mg, duas vezes ao dia, durante duas semanas. Dependendo da reação do paciente, a dose poderá ser aumentada, respeitando um prazo de duas semanas, para 6,25 mg, duas vezes ao dia, 12,5 mg também duas vezes ao dia e 25 mg, duas vezes ao dia. As doses devem ser aumentadas até o limite tolerável do paciente.

A dose máxima recomendada é de 25 mg, duas vezes ao dia, com pacientes com até 85 quilos. Já as pessoas acima desse peso, a dosagem de 50 mg, duas vezes ao dia, é a ideal.

O uso do medicamento somente poderá ser feito a partir do momento que a pessoa consulte o médico e este receite o remédio, o paciente dever as recomendações médicas e orientações da bula.

Contraindicações

Como todo medicamento, o Carvedilol possui algumas contraindicações que devem ser respeitadas e evitadas. São elas:

  • Alergia ao Carvedilol ou a qualquer uma das substâncias presentes na fórmula do medicamento;
  • Pessoas que possuem asma, bronquite, enfisema, doença hepática ou cardíaca, problemas no fígado, pressão arterial muito baixa.
  • Pacientes que tenham diabetes tipo 2.
  • Crianças e mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

O paciente, antes de utilizar o medicamento, deverá ser avaliado pelo médico, para que este tome ciência do seu caso e faça a prescrição correta do medicamento.

Efeitos Colaterais

Como todo medicamento, o Carvedilol apresenta alguns efeitos colaterais. Dentre os efeitos observados, estão:

  • anemia;
  • bradicardia;
  • hipervolemia;
  • sobrecarga hídrica;
  • bloqueio atrioventricular;
  • alterações visuais;
  • secura nos olhos;
  • irritação ocular;
  • náusea;
  • diarreia;
  • vômito;
  • dispepsia;
  • dor abdominal;
  • edema;
  • dor;
  • pneumonia;
  • bronquite.

Medicamentos genéricos e preço do Carvedilol

Os medicamentos genéricos do Carvedilol são: Cadbet, Cardilol e Carvegran. O preço do Carvedilol e dos medicamentos genéricos varia entre R$ 2,58 e R$ 29,35.