Dieta Japonesa – Como Funciona, Cardápio, Alimentos e Reações

Para que uma dieta seja realmente eficiente e não traga complicações a saúde é preciso que ela adote uma alimentação saudável e todos já sabem há muito tempo que a culinária japonesa conta com alimentos ricos em nutrientes. Com isso, ela tem a capacidade de proporcionar uma saúde melhor e de estimular o individuo a manter-se em forma. No entanto, a dieta japonesa da qual estamos falando não é rica em arroz, peixes e tudo o mais.

dieta do japão
Cardápio Japonês (Foto: Reprodução Internet)

Como essa dieta japonesa funciona

Pelo que parece, esta é uma dieta que é bem conhecida no Japão e não aquela alimentação tradicional dos japoneses. Ao menos essa é a teoria da origem dessa dieta. Ela é vista como uma dieta de emergência que trata de dar um choque calórico no organismo e que promove uma perda de peso rapidamente.

Essa dieta japonesa é restrita sem fazer nenhum tipo de exceção e é preciso seguir a risca o cardápio. Substituições não são aceitas, pois ela possui fundamentos e é toda baseada na ingestão muito baixa de calorias. Quem deseja perder peso de forma muito rápida pode utilizar essa dieta, mas ela não pode perdurar por muito tempo.

Cardápio

O cardápio dessa dieta não tem como base os pratos típicos da cultura japonesa e as refeições contam com verduras, legumes e frutas o que acaba por nutrir o corpo e seu consumo pode se dar sem maiores preocupações. É complicado manter a dieta, pois ela permite que o indivíduo faça apenas três refeições todos os dias e numa quantidade reduzida. Os carboidratos e proteínas de origem animal são restringidos.

dieta japonêsa cardápio
Exemplo de cardápio para os 7 dias da semana.

Alimentos que aceleram o metabolismo

Quem gosta de tomar um chazinho e café pode consumir a vontade. Essas bebidas podem ajudar a intensificar a redução das medidas e induzir a eliminação de toxinas. Elas ajudam o metabolismo a funcionar melhor e quando ele está sempre ativo os demais sistemas do corpo trabalham com mais eficiência a fim de conquistar o corpo tão desejado.

Beber água

Uma das dicas de maior importância é beber bastante água. Isso contribui para a desintoxicação do corpo e ainda controla a fome. O ideal é beber em torno de 3 litros desse líquido por dia.

Dieta sem custos altos

Essa dieta não possui grandes dificuldades. Os alimentos que são utilizados são muito fáceis de serem encontrados e ainda por cima seu custo é baixo. Um dos argumentos mais utilizados por quem inicia uma dieta é justamente o custo de mantê-la, mas na dieta japonesa essa não pode ser uma desculpa para desistir de perder o peso desejado.

Motivação

É essencial que sejam traçadas metas e que esforços não sejam medidos para que o que se deseja seja conquistado. Em alguns momentos a dieta japonesa pode proporcionar desanimo e até uma grande ansiedade. Para prosseguir com ela é preciso se lembrar do porquê que está utilizando-a.

Não pular as refeições

Algumas dietas indicam que a alimentação deve ser feita a cada três horas. No caso da dieta japonesa é praticamente impossível pular qualquer uma delas até porque já são poucas ao dia, mas é muito importante que esse cuidado seja ressaltado. Como o corpo já se encontra deficiente em relação a alimentação normal, o mais indicado é que as refeições não sejam puladas, pois são apenas três ao dia. Quando a alimentação é adiada pode causar desequilíbrios no organismo.

Exercícios físicos

Ao fazer um exercício físico em conjunto com uma dieta a perda de peso se dará de forma mais intensa. Não existe perda de peso saudável sem que seja feita alguma atividade física. Uma dieta acaba induzindo um novo estilo de vida, mas é preciso se conscientizar que a dieta japonesa não pode ser mantida por longo tempo, pois a quantidade baixa de proteínas e carboidratos poderia trazer prejuízos a saúde.

Os carboidratos são essenciais para quem pratica alguma atividade física intensa. Por isso, é essencial manter o corpo em movimento enquanto estiver seguindo a dieta, mas isso tem que ser feito de forma moderada.

Estilo de vida

Os resultados proporcionados pela dieta japonesa são rápidos e para emagrecer basta fazer uma reeducação alimentar e adotar um novo estilo de vida. Para evitar o efeito sanfona é preciso reconhecer que a alimentação não deve ser saudável apenas durante os 7 dias, mas por toda a vida. Se a alimentação correta for mantida apenas nos 7 dias todo o esforço empregado terá sido em vão se a rotina saudável não tiver sido seguida após esse período.

É preciso ter cuidado com as reações

O corpo pode acabar agindo de forma negativa por causa da carência de carboidratos. O mais importante é priorizar o próprio bem estar e analisar as reações do corpo. Se a alimentação acabar causando um estranhamento no organismo pode ser sentidas tonturas e fraqueza no decorrer do dia.