in ,

O que é Psoríase? Quais são suas causas, sintomas e tratamentos

O que é, sintomas, causas, diagnóstico e tratamentos para Psoríase

Muitas doenças possui nomes completamente diferentes e também assustadores, este é o caso da Psoríase, algo que muitos brasileiros podem possuir mas nem sabem. Mas o que é Psoríase?

A psoríase é uma doença crônica da pele que se manifesta por meio de lesões escamosas e inflamadas. É uma doença autoimune, o que significa que é causada por uma disfunção no sistema imunológico, que faz com que as células da pele se reproduzam muito rapidamente, resultando em lesões cutâneas visíveis.

As lesões de psoríase geralmente aparecem nas áreas do corpo onde há maior produção de células da pele, como couro cabeludo, cotovelos, joelhos, mãos, pés e costas.

O que é Psoríase e seus Sintomas

Os sintomas de psoríase podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente envolvem a presença de lesões na pele que podem ser descritas como escamosas, vermelhas, espessas e inflamadas. Essas lesões podem ser dolorosas, coçar e arder, além de serem mais visíveis em áreas do corpo como o couro cabeludo, cotovelos, joelhos, costas, mãos e pés.

Os sintomas de psoríase incluem:

  • Descamação da pele: as células da pele se acumulam na superfície da pele, formando placas espessas e escamosas.
  • Coceira: as lesões da psoríase podem causar coceira intensa, o que pode levar à irritação e infecções secundárias.
  • Inflamação: a pele afetada pela psoríase geralmente fica vermelha e inflamada.
  • Dor: em alguns casos, a psoríase pode causar dor nas áreas afetadas, especialmente se as lesões se formarem em áreas com dobras da pele ou onde há fricção constante.
  • Alterações nas unhas: as unhas podem ficar descoloridas, engrossadas e quebradiças em pessoas com psoríase.

É importante lembrar que os sintomas de psoríase podem variar em gravidade e em como eles afetam cada pessoa individualmente. Algumas pessoas podem ter apenas algumas lesões pequenas e localizadas, enquanto outras podem ter lesões generalizadas por todo o corpo.

É fundamental consultar um dermatologista para avaliar o tipo e a gravidade da psoríase e determinar o melhor plano de tratamento para cada caso específico.

Artrite Psoriásica

A artrite psoriásica é uma complicação possível da psoríase que pode afetar até 30% das pessoas com psoríase. A artrite psoriásica é uma forma de artrite inflamatória que ocorre em pessoas com psoríase e pode afetar qualquer articulação do corpo.

Os sintomas da artrite psoriásica incluem dor, inchaço e rigidez nas articulações, além de fadiga e perda de função das articulações afetadas. A artrite psoriásica pode ser progressiva e, se não tratada, pode levar à deformidade e incapacidade.

É importante lembrar que nem todas as pessoas com psoríase desenvolvem artrite psoriásica e que nem todas as pessoas com artrite psoriásica têm psoríase. No entanto, se você tem psoríase e está apresentando sintomas de dor nas articulações, é importante consultar um reumatologista para determinar se você também tem artrite psoriásica e receber o tratamento adequado.

Psoríase Infantil 

A psoríase infantil é uma condição que afeta crianças e é caracterizada por lesões escamosas e inflamadas na pele, semelhante à psoríase em adultos. A psoríase infantil é relativamente rara e afeta cerca de 1% das crianças.

Os sintomas da psoríase infantil podem variar de leve a grave, e as lesões geralmente aparecem nas mesmas áreas que afetam os adultos, como couro cabeludo, cotovelos, joelhos, mãos e pés. As lesões na pele geralmente são acompanhadas de coceira, vermelhidão e descamação.

A psoríase infantil pode ser um desafio para as crianças e suas famílias, pois pode afetar a autoestima e a qualidade de vida da criança. É importante lembrar que a psoríase infantil não é contagiosa e que as crianças com psoríase podem participar de todas as atividades normais, incluindo esportes e atividades recreativas.

O tratamento da psoríase infantil é semelhante ao da psoríase em adultos e pode incluir cremes ou pomadas tópicas, terapia de luz, medicamentos orais ou injetáveis e mudanças na dieta e estilo de vida. É importante consultar um dermatologista para determinar o melhor plano de tratamento para cada caso individual. Além disso, um pediatra deve acompanhar a condição e o desenvolvimento geral da criança com psoríase.

Tratamentos para Psoríase

Existem diversos tratamentos disponíveis para a psoríase, que variam de acordo com a gravidade e o tipo da condição. Algumas opções de tratamento incluem:

  1. Cremes e pomadas tópicas: são aplicados diretamente sobre as lesões da psoríase e podem ajudar a reduzir a inflamação, a coceira e a descamação da pele. Esses cremes incluem corticoides tópicos, retinoides, análogos da vitamina D, entre outros.
  2. Fototerapia: é um tratamento com luz ultravioleta (UV) que ajuda a reduzir a inflamação da pele. A fototerapia pode ser realizada em um consultório médico ou em casa, usando uma unidade de luz especial.
  3. Medicamentos orais ou injetáveis: em casos mais graves de psoríase, podem ser prescritos medicamentos que ajudam a reduzir a inflamação do sistema imunológico. Esses medicamentos incluem metotrexato, acitretina, ciclosporina, inibidores do TNF-alfa e outros.
  4. Terapias complementares: existem algumas terapias complementares que podem ajudar a reduzir os sintomas da psoríase, como a acupuntura, a meditação, o yoga e a terapia de relaxamento.
  5. Mudanças na dieta e estilo de vida: algumas mudanças na dieta e no estilo de vida podem ajudar a reduzir os sintomas da psoríase, como evitar o consumo de álcool e tabaco, seguir uma dieta saudável e balanceada e evitar o estresse.

É importante lembrar que o tratamento da psoríase é individualizado e deve ser discutido com um dermatologista ou reumatologista, que pode determinar o melhor plano de tratamento para cada caso específico.

Tratamentos Naturais para Psoríase

A maioria das pessoas não sabem o que é Psoríase, imagina saber que existe tratamento? Mas a boa noticia é que existem alguns tratamentos naturais que podem ajudar a reduzir os sintomas da psoríase, embora a eficácia desses tratamentos possa variar de pessoa para pessoa. Alguns exemplos de tratamentos naturais incluem:

  1. Óleo de coco: pode ser aplicado diretamente na pele para ajudar a reduzir a coceira e a inflamação.
  2. Aloe vera: pode ajudar a hidratar a pele e reduzir a vermelhidão e a coceira.
  3. Cúrcuma: pode ser aplicada diretamente na pele ou consumida como suplemento para ajudar a reduzir a inflamação.
  4. Banho com aveia coloidal: pode ajudar a reduzir a coceira e a inflamação.
  5. Vitamina D: a exposição ao sol e a suplementação de vitamina D podem ajudar a reduzir os sintomas da psoríase.

É importante lembrar que os tratamentos naturais não devem substituir o tratamento médico convencional para a psoríase. Além disso, é importante consultar um dermatologista ou reumatologista antes de iniciar qualquer tratamento natural para a psoríase, para garantir que ele seja seguro e eficaz para o seu caso específico.

A psoríase é uma doença de pele crônica que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Embora não haja cura para a psoríase, existem muitos tratamentos disponíveis que podem ajudar a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. 

O tratamento para psoríase é individualizado e deve ser discutido com um dermatologista ou reumatologista para determinar o melhor plano de tratamento para cada caso específico. Além disso, é importante adotar um estilo de vida saudável, que inclua uma dieta balanceada, exercícios físicos regulares e técnicas de gerenciamento do estresse, para ajudar a controlar a doença e prevenir complicações.

Guia 51 Receitas Saudáveis e Naturais para Alivio de Psoríase

O Guia 51 receitas saudáveis para Psoríase é livro informativo, simples e detalhado com as melhores combinações naturais e saudáveis (que qualquer pessoa pode fazer) para amenizar o impacto da psoríase.

E vai muito além disso…

Ele contém os segredos das principais pesquisas cientificas feitas nos Estados Unidos que mostraram os melhores alimentos que combatem a doença.

Você pode acessar esse guia clicando aqui

O que achou do conteúdo? Deixe o seu comentário abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

O que achou do conteúdo?

Escrito por Salve Saúde

Aterosclerose

Aterosclerose: Principais Causas, Sintomas, Tipos e Tratamentos